Pierre Verger Percursos e Memórias

12 Ago 07 Nov 2021 Instituto Tomie Ohtake Exposição individual
Pierre Verger, <i>Filhos de Gandhi</i>, Carnaval, Salvador, Brasil (1959). Cortesia de Fundação Pierre Verger
Pierre Verger, Filhos de Gandhi, Carnaval, Salvador, Brasil (1959). Cortesia de Fundação Pierre Verger
Pierre Verger, <i>Bumba Meu Boi</i>, Recife, Brasil (1947). Cortesia de Fundação Pierre Verger
Pierre Verger, Bumba Meu Boi, Recife, Brasil (1947). Cortesia de Fundação Pierre Verger
Pierre Verger, Niger, Gao, Mali (1936). Cortesia de Fundação Pierre Verger
Pierre Verger, Niger, Gao, Mali (1936). Cortesia de Fundação Pierre Verger

O Instituto Tomie Ohtake apresenta a exposição individual dedicada ao fotógrafo Pierre Verger
(1902, Paris – 1996, Salvador, BA, Brasil), com curadoria de Priscyla Gomes, do Instituto Tomie Ohtake, e Alex Baradel, da Fundação Pierre Verger.

Parte integrante da 34ª Bienal de São Paulo, a exposição Pierre Verger: Percursos e Memórias poderá ser visitada pelo público entre 12 de agosto e 7 de novembro. A mostra irá destacar desde imagens inéditas ou raramente mostradas até cadernos de viagens, cartas e textos inéditos do fotógrafo e etnógrafo, um dos maiores estudiosos da diáspora africana.

A exposição é uma coprodução com a Fundação Bienal de São Paulo.

Curadoria: Priscyla Gomes e Alex Baradel

Saiba mais sobre o artista aqui.

  1. Caroline A. Jones, Eyesight Alone: Clement Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
  2. Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
Compartilhe
a- a a+